sábado, 29 de outubro de 2011

Redação Enem 2011 - Inteligência digital


Como anunciado, segue a redação que produzi para o tema do Enem 2011 – Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado.
Fiz essa redação em casa, mas tentando reproduzir o ambiente da prova: o texto foi feito em 1 hora e sem pesquisa de conteúdos. Nos dias seguintes à escrita dessa redação, senti vontade grande de mudar alguns trechos, inserir informações, mas não o fiz. Isso porque meu objetivo foi me aproximar da condição dos candidatos no momento da prova a fim de identificar quais poderiam ser as dificuldades em relação ao tema.
Avalio o texto que produzi como correto tecnicamente, mas faltou interdisciplinaridade.  Gostaria também de ter feito mais um parágrafo de desenvolvimento, mas não deu tempo.
Segue o texto nessa postagem. Na próxima, os comentários.

                                                              Inteligência digital
            São inegáveis os benefícios proporcionados pela comunicação na chamada Era Digital, o problema é que nem todos os usuários encontraram a maneira ideal de participar desse novo tempo. Uma prova disso é a falta de discernimento sobre o que deve ou não ser exposto na rede. Apesar de haver situações positivas, quando informações particulares se tornam públicas na Web, na maioria das vezes, esse processo é negativo e precisa de controle.
            Em alguns casos, é importante que uma situação sigilosa passe a ser de conhecimento geral, até para que se garanta o respeito aos direitos humanos.  Nesse contexto, a ruptura do privado por meio da internet é de grande importância para a sociedade. Um exemplo claro nesse sentido é o caso da organização WikiLeaks, que, há algum tempo, divulgou vídeos do exército americano atacando civis no Iraque. Os vídeos mobilizaram todo o mundo e cumpriram importante papel social.
            No entanto, o caso do WikiLeaks repercutiu positivamente porque teve tom de denúncia. Quando a exposição por meio da rede relaciona-se à vida do cidadão comum, as consequências são negativas. Com a ascensão das redes sociais, têm ocorrido grandes equívocos. Já foram divulgados na internet vídeos de casais expondo suas intimidades sem se darem conta do quanto a disseminação pela internet é rápida. Ações como essa denigrem a imagem de uma pessoa e são muito prejudiciais na vida que se vive além da tela do computador.
            É inegável, portanto, que, na sociedade atual, tem sido fácil tornar público o particular e que pode haver consequências boas e ruins em ambas as situações. Para que as ruins sejam evitadas, seria importante que uma nova disciplina passasse a integrar o currículo escolar – Educação Digital – a fim de que se formasse uma geração mais consciente. Além disso, campanhas poderiam ser veiculadas pela mídia, alertando a população sobre a falta de segurança na rede. Provavelmente, dessa maneira, daqui a algum tempo, teremos uma sociedade com maior inteligência digital.

Foto do blog: www.lucianoedipo.blogspot.com