segunda-feira, 25 de março de 2013

Comentários e técnica de redação – Intolerância e radicalismo


Olá!
Seguem os comentários sobre a redação publicada na última postagem.

O aspecto que quero ressaltar é a técnica utilizada para elaboração do texto. A redação foi produzida com base em uma tese explícita, formato que, em minha opinião, tende a deixar o texto mais nitidamente organizado. Para quem está começando a estudar redação, conhecer essa técnica é muito importante.

O que seria uma tese explícita?
Primeiramente, é importante explicar o que é uma tese, ou uma frase-guia, como alguns autores chamam. Trata-se de uma frase sintética em que se apresenta o ponto de vista do autor da redação. Essa frase-guia deve ser apresentada no parágrafo de introdução a fim de que o leitor entenda, desde o início, o que será defendido durante o texto.

A tese explícita é aquela em que o autor apresenta o seu posicionamento sobre o tema e já cita, de maneira breve, que argumentos serão utilizados nos parágrafos de desenvolvimento.

Vejamos a introdução da Franciana novamente:
“O panorama atual é marcado pelas crescentes ondas de radicalismo e intolerância entre os povos. As causas geradoras dessa conjuntura no iniciante século se relacionam ao unilateralismo político de uma só potência, à movimentos terroristas e a guerras por interesses econômicos. Tratar dessas questões é fundamental para a convivência pacífica entre os seres”.

O trecho em vermelho é a tese. Nesse momento, a autora cita os três argumentos que apresentará nos parágrafos seguintes para falar sobre as causas do problema: 1) o unilateralismo político, 2) os movimentos terroristas, 3) as guerras por interesses econômicos.
No desenvolvimento, foram produzidos três parágrafos, um para cada argumento apresentado. Essa organização favoreceu bastante o entendimento do texto.

É claro que a tese explícita não é a única técnica para fazer redações, mas eu a considero a mais adequada em algumas provas, como as de concursos públicos, por exemplo.

Sobre a questão gramatical, houve um desvio em relação à crase. Veja:

Forma correta (sem crase)“As causas geradora se relacionam a movimentos terroristas”.
- O verbo “relacionar-se” exige preposição A – relacionar-se A alguma coisa.
- A palavra “movimentos” é masculina e está no plural, o que indica que os únicos artigos que podem ser utilizados com ela são “uns” e “os”. Os artigos “a” e “as” não acompanham o vocábulo.
- Dessa forma, não ocorreu a junção AA. Houve apenas o “a” preposição, exigido pelo verbo.

Se quiserem mais informações sobre crase, falei a respeito neste post aqui.

Por hoje é isso!
Até a próxima.