domingo, 28 de agosto de 2011

Enfim, acabei a redação!

Quando leio algumas dissertações, tenho a impressão de que o autor pensou exatamente o título dessa postagem quando escreveu a conclusão.  É como se depois de tanto refletir sobre o tema, depois de ter conseguido desenvolver três ou quatro parágrafos, chegou o momento de dizer qualquer coisa na conclusão e se livrar do texto.
E esse é um erro!
Primeiro porque a conclusão vale 20% do texto, ou seja, o mesmo que os outros parágrafos. Porém, ainda mais importante do que isso é o caráter subjetivo que esse último momento da redação possui.  Quando lemos um artigo, uma reportagem, uma crônica e o final é surpreendente, envolvente, impactante, inteligente, finalizamos a leitura com uma sensação boa, uma sensação de que a leitura valeu a pena.
 Nas dissertações para concursos, o mesmo acontece. Sendo a conclusão a última coisa que o avaliador lerá no seu texto, é essencial encantá-lo nesse momento, pois há grande possibilidade de que o “gran finale” aumente a sua nota.
Quando falamos em texto,  não é só  a primeira impressão que fica, a última também.
Vamos ver dois exemplos que comprovam o que digo.
Tema: A internet como fonte de informação
Conclusão 1:
“Discutir a validade do mundo virtual como meio de propagação de conhecimento não se mostra mais adequado para o momento, dado que a tendência da internet é cada vez angariar mais usuários. Sensato seria garantir instrução suficiente às crianças e aos jovens para que eles, por conta própria, pudessem desenvolver mecanismos de seleção de tudo aquilo que recebem do meio externo. Dessa forma, informações falsas ou caluniosas seriam automaticamente arrastadas para a lixeira”.

Conclusão 2:
“A discussão sobre a confiabilidade das informações disponíveis na internet não é tão importante. O que se faz necessário é instruir crianças e jovens para que eles saibam selecionar os conteúdos a que têm acesso na rede”.

As duas conclusões apresentam o mesmo conteúdo e são satisfatórias para finalizar uma dissertação. A primeira, no entanto, por conta da criatividade, tem mais chances de impactar o avaliador.  O último período, por exemplo, apresenta uma figura estilística interessante, que dá um tom diferenciado ao texto.  

Então... só diga “Acabei a redação” quando a conclusão estiver finalizada.