terça-feira, 21 de julho de 2015

Redação pronta - A importância do lazer para a vida profissional


Oi, gente! Tudo bem?!

Fiz uma redação sobre o tema “A importância do lazer para a vida profissional”, citado na última postagem, em que falei sobre redações para processos seletivos.  Exponho aqui o texto e aproveito para fazer algumas observações sobre o processo de produção.

Sobre a Introdução
Uma das maiores dificuldades das pessoas na produção textual é a primeira linha. Certa vez um aluno me pediu para dizer a ele uma frase inicial para o seu texto, pois ele já tinha feito o roteiro, já sabia o que ia defender, já sabia a sua tese, mas não conseguir escrever a primeira linha. Eu não o ajudei com uma frase pronta, mas avisei que iríamos estudar, mais a frente, algumas técnicas para iniciar a introdução.  A propósito, há técnicas bem legais para começar o texto. Pesquisem sobre isso!!

Na redação que exponho a seguir, eu usei como técnica a Conceituação, que consiste em apresentar um termo e defini-lo. Essa definição é apenas um ponto de partida para que eu consiga desenvolver a minha linha de raciocínio. Não é sempre que consigo usar essa técnica, mas vale tentar, pois é bem raro ver alguém começando o texto dessa forma. E iniciar de forma diferente é ótimo para que sua redação se diferencie das demais.

Falei sobre outra técnica para começar a introdução em um vídeo que postei aqui no blog. Na verdade, eu não gosto de mim nesse vídeo, mas o conteúdo é bom. Para acessá-lo, vá à aba “Vídeos”, na parte superior da página.

Sobre o tema
A interpretação do tema é o ponto mais importante da produção de texto. Em provas de concursos, grande parte dos candidatos perde ponto por fuga parcial, que significa que apenas um dos aspectos da proposta foi desenvolvido. No tema “A importância do lazer para a vida profissional”, se você falar apenas sobre o trabalho, ou apenas sobre o lazer, ou falar sobre ambos sem abordar a importância do lazer para o trabalho, você estará fugindo parcialmente do tema. Para esse tema, é necessário relacionar trabalho e lazer de forma que se explicite a importância deste para aquele.  

Dessa forma, a minha ideia central ao refletir sobre o tema foi: o lazer é importante para a saúde e, com saúde (mental e física), se é mais produtivo no trabalho. Eu cheguei a essa tese após fazer um roteiro. Não deixem nunca de fazer um roteiro!!

Falei sobre roteiro AQUI.

Para a postagem não ficar muito grande, fico apenas nesses dois pontos de observação. Se quiserem que eu comente sobre outros aspectos do texto, deixem comentários que eu respondo.

Agora um convite: se você está buscando se aperfeiçoar na produção textual argumentativa, escreva uma redação para o tema e poste-a nos comentários. Farei uma breve correção dos primeiros textos postados. Depois, deixo com vocês. Ajudem-se!

Segue a redação.

Equilíbrio como profilaxia
Workaholic é um termo em inglês utilizado para definir o indivíduo que trabalha demasiadamente. Trata-se de uma característica que já foi muito valorizada no ambiente profissional, mas que é hoje considerada uma espécie de patologia. Amar o trabalho e se dedicar a ele não é um problema, desde que outros setores da vida também estejam sendo valorizados. Aliar o lazer à vida profissional é indispensável para a saúde física, mental e também para um melhor desempenho nas próprias atividades laborais.

A presença da tecnologia nas instituições tem sido indispensável para agilizar processos, o que deveria ter como consequência mais tempo livre aos profissionais, no entanto, o que se percebe, ao contrário, é que as pessoas têm trabalhado mais justamente pela facilidade que a tecnologia proporciona. Com a internet cada vez mais potente, pode-se, por exemplo, responder a e-mails durante um engarrafamento, alimentar planilhas online durante o final de semana, participar de reuniões nas férias etc. Essa facilidade de trabalhar de qualquer lugar pode ser analisado como uma possível causa de as pessoas se esquecerem de outras áreas de suas vidas. Quando o trabalho se torna a principal razão de se viver, o indivíduo tende a se tornar cronicamente estressado e a ter dificuldade para trabalhar em grupo. As revistas Exame e Galileu já abordaram essa temática em algumas de suas matérias e são vários os especialistas da área de saúde citados confirmando os efeitos nocivos do excesso de trabalho para a saúde.

Muitas empresas já perceberam que um profissional que cuida da sua vida pessoal pode ser mais produtivo, por isso, investem no lazer dos seus colaboradores. Algumas instituições, por exemplo, premiam seus funcionários com viagens, oferecem espaços de relaxamento em suas dependências dentre outras ações nesse âmbito. Essa preocupação com o bem-estar do trabalhador é uma comprovação de que algumas companhias já identificaram que o valor investido nessas ações retornará à empresa em forma de produtividade.  Não são todas as empresas que atuam por meio dessa concepção, por isso, é responsabilidade do profissional estar atento para o equilíbrio em sua vida.

Percebe-se, dessa forma, que o lazer tem importância significativa para saúde e para a produtividade, inclusive em termos profissionais. Não se pode negar que o trabalho é uma área que ocupa parte relevante da vida, mas se outros setores forem descuidados, não se consegue bem-estar – nem no trabalho nem fora dele. Em tempos tão acelerados, a busca por equilíbrio é a mais eficiente profilaxia.

Gostou? Não gostou?
Vou gostar de saber se essa postagem o ajudou.

Um abraço.

Lygia