terça-feira, 5 de março de 2013

Redação do concurso para o Banco do Brasil


Olá!  Em junho de 2015, o blog voltará a ter publicações periódicas. Você tem dificuldade em algum tema específico e quer que eu o aborde por aqui? Se sim, envie-me um e-mail explicando-me a sua necessidade e eu preparei novos conteúdos a respeito! Aguardo seu contato pelo e-mail: lygiafs@yahoo.com.br 
Até breve!
__________________________________________________


Em maio/2013 será a prova do concurso para o Banco do Brasil. Para dar uma ajuda a quem está se preparando, decidi escrever sobre a proposta do último concurso que houve para a instituição.


O tema foi o seguinte:


“Em uma relação comercial, há sempre duas partes envolvidas: a empresa e o consumidor. O acordo entre os interesses de cada uma dessas partes é um desafio a ser superado quando se quer transformar intenções em realidade.”
Considerando o que se afirma acima, redija um texto dissertativo-argumentativo, posicionando-se a respeito do seguinte tema:

Conciliar as necessidades dos consumidores aos objetivos da empresa.



Comentários sobre o tema.

Trata-se de uma proposta fácil em relação ao assunto a ser tratado, porém alguns cuidados são necessários. Nesse tema, existe a tendência de o candidato fazer um texto expositivo, em vez de argumentativo. Se, ao produzir a redação, o autor falar somente sobre as necessidades dos consumidores e sobre os objetivos das empresas, não haverá argumentação, apenas informação. É preciso que se pense em um ponto de vista a ser defendido.

É sempre muito importante reservar algum tempo para pensar sobre a proposta, para interpretá-la. A redação começa a ser feita quando se começa a pensar sobre o tema.


Após pensar um pouco sobre a proposta, eu cheguei à seguinte linha de raciocínio:

O consumidor de hoje quer, principalmente, qualidade nos serviços que contrata e nos produtos que adquire. Essa  é, a meu ver, a necessidade maior das pessoas. Em muitos casos, acho que os consumidores não se importam em pagar um pouco mais caro se puderem contar com um bom produto. Até a empresa Isetisan trabalha essa questão em sua propaganda. Não sei se lembram: “É um pouco mais caro, mas é muito melhor”. Já as empresas têm como objetivo final o lucro. Na minha opinião, para que as duas partes sejam “felizes”, é necessário que as empresas busquem, na mesma proporção, lucro e qualidade no que oferecem.


Com base nessa linha de raciocínio, fiz o rascunho de uma redação. Segue:

Ponto de vista (apresentado na introdução): Para que se estabeleça uma relação harmônica entre empresas e consumidores, é necessário que as companhias ajam de forma ética e busquem aperfeiçoamento de forma contínua, pois o consumidor de hoje deseja, principalmente, qualidade.

Parágrafo de desenvolvimento 1: Sabe-se que o objetivo de qualquer empresa é o lucro, porém o sucesso financeiro deve estar ser sempre aliado à ética. Para que uma empresa tenha êxito, precisa apresentar uma imagem de credibilidade no mercado e isso só acontece quando a satisfação do consumidor não está em segundo plano. Buscar lucro é legítimo, mas somente oferecendo um serviço de qualidade se podem conciliar os interesses das duas partes.

Parágrafo 2 do desenvolvimento: A importância de se atuar com ética e comprometimento fica ainda mais nítida quando se analisa o perfil do consumidor de hoje. Com a vida corrida, característica do século XXI, o consumidor busca sobretudo qualidade, pois ele quer soluções e não aborrecimento. Com um mercado tão rico em ofertas, o consumidor também procurará bons preços, porém suas necessidades só serão atendidas se na compra ele também puder adquirir tranquilidade.

Conclusão: Lucro e qualidade são as palavras de ordem quando se trata de relações comerciais. No entanto só é possível conciliar os interesses de empresas e consumidores quando a qualidade do serviço é priorizada. A satisfação do cliente é a alma do negócio.



*Para fazer o texto, eu segui os seguintes passos: pensei sobre o tema, fiz um roteiro, cheguei a um ponto de vista e pensei em argumentos para comprová-lo.

*Quero também ressaltar um dado importante: em todos os parágrafos eu usei as palavras “conciliação”, “consumidor”, “empresa”. Isso é importante para que não haja fuga parcial do tema.


E por hoje é isso.

Bons estudos aos candidatos. Não deixem de dizer depois como se saíram na redação.

Até mais.